segunda-feira, julho 30, 2007

Bansky - ver mais sobre este autor Aqui


sábado, julho 28, 2007

quinta-feira, julho 26, 2007

a tua ausência é, em cada momento, a tua ausência

a tua ausência é, em cada momento, a tua ausência.
não esqueço que os teus lábios existem longe de mim.
aqui há casas vazias. há cidades desertas. há lugares.

mas eu lembro que o tempo é outra coisa, e tenho
tanta pena de perder um instante dos teus cabelos.

aqui não há palavras. há a tua ausência. há o medo sem os
teus lábios, sem os teus cabelos. fecho os olhos para te ver
e para não chorar.


José Luís Peixoto;
"a tua ausência é, em cada momento, a tua ausência", O Amor é Impossível in A casa, A Escuridão, pág 48

Porto Blue Jazz



Dia 27 nos Jardins do Palácio de Cristal, Maria João no “Porto Blue Jazz”.“João”, assim se chama o novo disco de Maria João, inclui 14 temas saídos do riquíssimo cancioneiro popular brasileiro. Sem dúvida um disco a não perder.
Entrada gratuita!

Salvador Dali no Palácio do Freixo



O Palácio do Freixo, no Porto, recebe, a partir de 01 de Agosto, 285 peças de Salvador Dali, entre desenhos, esculturas e quadros originais.Estas peças, que são propriedade da Fondazione Metropolitana de Milão, Itália, estarão até 04 de Novembro no Palácio do Freixo, entre as 10:00 e as 22:00, e de sexta a domingo (incluindo feriados) das 10:00 às 24:00.Os ingressos para o público em geral custam quatro euros e dois euros para clientes da Caixa Geral de Depósitos, seniores (mais de 65 anos), sendo gratuitos para crianças até aos 12 anos.
Bons hábitos de leitura

cobiço...


Sonho
e vou
de Azul
me animo
com Negro
contrasto
Assim
sou
assim
estou

foto da net
desconheço o autor, o que é uma pena, porque a foto é belíssima

feel ...


... there are needs...
... and desires...
... and cumplicities...
... and implicit messages...
... and pleasure

foto: Pedro da Costa Pereira

quarta-feira, julho 25, 2007


...can't define this state of mind

foto da net manipulada


Cubs


I'm sorry. So sorry.
Sometimes... I'm so dam weak...

...these are just bad...
... bad...
... thoughts...
... from very bad moments...


obviamente que a foto é da net!
eu ainda não fui ao polo norte...


Não se perde a cabeça... mas... se calhar muda a perspectiva.
foto da net





Alma apagada

------------------------------------------------------------------------------

Alma vivace

Fugir...
... para longe... longe...

Choque de Galáxias
Hubble, and B. Whitmore
(Space Telescope Science Institute)/NASA, ESA/Handout/REUTERS


... que fazer?...


foto da net

segunda-feira, julho 23, 2007

Também gosto de música Pop - Jennifer Lopez - Que Hiciste

Uma mulher com a sensualidade estampada num olhar especial...


A letra, porque gostei:

Ayer los dos soñabamos con un mundo perfecto,
Ayer a nuestros labios les sobraban las palabras,
Porque en los ojos nos espiábamos el alma,
Y la verdad no vacilaba en tu mirada.

Ayer nos prometimos conquistar el mundo entero,
Ayer tú me juraste que este amor sería eterno,
Porque una vez equivocarse es suficiente,
Para aprender lo que es amar sinceramente.

Chorus:
Qué hiciste? Hoy destruíste con tu orgullo la esperanza,
Hoy empañaste con tu furia mi mirada,
Borraste toda nuestra historia con tu rabia,
Y confundiste tanto amor que te entregaba,
Con un permiso para así romperme el alma.

Qué hiciste? Nos obligaste a destruir las madrugadas,
Y nuestras noches las borraron tus palabras,
Mis ilusiones acabaron con tus farsas,
Se te olvidó que era el amor lo que importaba,
Y con tus manos derrumbaste nuestra casa.

Mañana que amanezca un día nuevo en mi universo,
Mañana no veré tu nombre escrito entre mis versos,
No escucharé palabras de arrepentimiento,
Ignoraré sin pena tu remordimiento.



Mañana olvidaré que ayer yo fui tu fiel amante,
Mañana ni siquiera habrá razones para odiarte,
Yo borraré todos tus sueños de mis sueños,
Que el viento arrastre para siempre tus recuerdos.

Chorus:
qué hiciste? Hoy destruíste con tu orgullo la esperanza,
Hoy empañaste con tu furia mi mirada,
Borraste toda nuestra historia con tu rabia,
Y confundiste tanto amor que te entregaba,
Con un permiso para así romperme el alma.

Qué hiciste? Nos obligaste a destruir las madrugadas,
Y nuestras noches las borraron tus palabras,
Mis ilusiones acabaron con tus farsas,
Se te olvidó que era el amor lo que importaba,
Y con tus manos derrumbaste nuestra casa.

Y confundiste tanto amor que te entregaba,
Con un permiso para así romperme el alma.

Qué hiciste? Nos obligaste a destruir las madrugadas,
Y nuestras noches las borraron tus palabras,
Mis ilusiones acabaron con tus farsas,
Se te olvidó que era el amor lo que importaba,
Y con tus manos derrumbaste nuestra casa.


Língua Azul

O resultado das porcarias que as crianças comem



antes azul que vermelha ou verde ou , pior ainda, rosa... lol...

Os meus filhos adoram cães. Pedem para fazer festinhas a quase todos os cães que passam. Especialmente o mais novo...

Todos os dias procurava o cão para o cumprimentar e acariciar. Um cão com uma idade já avançada e muito meigo, ao qual alguém teve a infeliz ideia de dar o nome de Bush.

... do entretenimento na praia com os meus filhos...

claro que o devolvemos à sua rocha


O Grito - pormenor - cara


... tão triste e deseperada esta mãe... é dor de mãe

domingo, julho 22, 2007

Parir



acto exclusivamente feminino...
expoente máximo da geração...
de alegria e valor incomensuráveis.

Tive, felizmente a oportunidade de viver esta emoção intensa por duas vezes e, nada se lhe poderá comparar alguma vez.

Se a vida mo permitisse adoraria parir de novo :)))

sábado, julho 21, 2007

Cansaço



...

sinto-me tão cansada

...

foto retirada da net

O GRITO

Escultura de Ilídio Fontes

Gosto muito desta escultura. Representa, na minha opinião de leiga na matéria, muito bem o desespero, a aflição e a dor. Não me parece contudo que esteja bem onde está. Não sei onde a colocaria ... ( não merecia estar escondida num museu ). Não gosto de a ver ali, porque me incomoda que me lembrem a dor e o desespero quando procuro descontrair e tirar partido de um tempo e de um espaço que devia ser aprazível.

Nota: para ver esta escultura vá de metro e saia na estação Fórum-Maia e dirija-se à esplanada mais próxima.

Na Maia
"olhinhos" à espreita





sexta-feira, julho 20, 2007

PAZ...



... é reconfortante sentir paz,
ainda que não seja permanente.

quarta-feira, julho 11, 2007

Saudade...



... essa palavra tão portuguesa

... um sentimento universal

domingo, julho 08, 2007

sexta-feira, julho 06, 2007

Sinto-me....



foto da net

quarta-feira, julho 04, 2007


In the Web...



Em memória de Artur Silva

Docente de Filosofia e Doente Oncológico em afonia total e incurável foi considerado apto para leccionar. Faleceu em Janeiro último ....


Falta respeito.
Falta humanidade.
Falta solidariedade.
Falta sensibilidade.
Falta honestidade.
Falta dignidade.
Falta vergonha.
Falta....

Falta tanta coisa neste triste e pobre país!

terça-feira, julho 03, 2007

«Poema Pouco Original do Medo
O medo vai ter tudo
pernas
ambulâncias
e o luxo blindado
de alguns automóveis
Vai ter olhos onde ninguém o veja
mãozinhas cautelosas
enredos quase inocentes
ouvidos não só nas paredes
mas também no chão
no tecto
no murmúrio dos esgotos
e talvez até (cautela!)
ouvidos nos teus ouvidos
O medo vai ter tudo
fantasmas na ópera
sessões contínuas de espiritismo
milagres
cortejos
frases corajosas
meninas exemplares
seguras casas de penhor
maliciosas casas de passe
conferências várias
congressos muitos
óptimos empregos
poemas originais
e poemas como este
projectos altamente porcos
heróis
(o medo vai ter heróis!)
costureiras reais e irreais
operários
(assim assim)
escriturários
(muitos)
intelectuais
(o que se sabe)
a tua voz talvez
talvez a minha
com a certeza a deles
Vai ter capitais
países
suspeitas como toda a gente
muitíssimos amigos
beijos
namorados esverdeados
amantes silenciosos
ardentes
e angustiados
Ah o medo vai ter tudo
tudo
(Penso no que o medo vai ter
e tenho medo
que é justamente
o que o medo quer)
O medo vai ter tudo
quase tudo
e cada um por seu caminho
havemos todos de chegar
quase todos
a ratos
Sim
a ratos»
Alexandre O'Neill
copiado deste blog: a não perder

segunda-feira, julho 02, 2007