terça-feira, maio 29, 2007

segunda-feira, maio 28, 2007


Arte erótica





Fotos que me foram enviadas por mail pelo meu amigo Carlos, mas que desconheço a autoria.

sábado, maio 26, 2007


Os sapatos que eu decorei





"... vou construir um castelo com as pedras que encontrei pelo caminho."

Fernando Pessoa

...temos que conseguir VER as pedras, as pedrinhas e até mesmo os calhaus.






Mais uma sugestão musical...
Pink Martini






ouvir aqui


saber mais aqui

sexta-feira, maio 25, 2007

terça-feira, maio 22, 2007


Reflexões sobre a Vida

Equilíbrios (estáveis e instáveis) e Desequilíbrios



I,III e IV são equilíbrios, mas instáveis;
II,IV e VI são pontos de equilíbrio estável;
entre eles encontram-se desequilíbrios...





Mesmo sabendo que vivem um equilíbrio instável, há pessoas que se deixam estar em I, não querendo que nada nem ninguém os perturbe. A mim soa-me a pouca ambição, falta de coragem, a medo de sofrer durante a passagem para qualquer outro dos equilíbrios, na pior das hipóteses, do mesmo género ( III,V), que apesar de também instáveis serão mais ricos, mais plenos e mais gratificantes. É por comodismo e é com resignação que permanecem em I. Afirmam estar bem e em equilíbrio. E, de facto, estão. Mas, estão num equilíbrio frustrante, redutor e sentem ( se não o souberem conscientemente) que vivem aquém das suas possibilidades e muito, muito distantes daquilo que a vida lhes poderia proporcionar. Longe daquilo, que muito provavelmente, merecem.


Eu, pessoalmente, tenho plena consciência dessas limitações e sofro mais, mais do que essas pessoas. Sinto a ambição de viver permanente, a frustração de não me conformar com um estado de equilíbrio menor, seja ele estável ou instável. E, o resultado não é menos frustrante, porque não consigo atingir ou aguentar-me no ponto I sequer...

Vivo muito mais tempo em desiquilíbrio por ambicionar demais, provavelmente.

Deveria ir "avançando" de ponto para ponto? como se de um trajecto bem definido se tratasse? Serão os equilíbrios, a que chamo de intermédios, necessários e indispensáveis? Terei receio de me acomodar a eles e de me tornar simplória?



p.s.: desculpem a presunção



Um dos meus maiores desafios:


transformar a minha sombra em LUZ.
foto retirada da net

"Ensina-me a vencer se puderes; se não puderes, ensina-me a perder bem. "

Lin Yutang

domingo, maio 20, 2007

quinta-feira, maio 17, 2007


Bia :)))

Uma cadela espectacular, grande mas muito dócil e carinhosa :))


PRIVATE JOKE




Há quem chore por saber que as rosas têm espinhos; outros riem por saber que espinhos têm rosas.

foto retirada da net
As bases de copos que eu adorei receber:)



Prenda alusiva ao Dia da Família

quarta-feira, maio 16, 2007

Way Back Into Love

I've been living with a shadow overhead
I've been sleeping with a cloud above my bed
I've been lonely for so long
Trapped in the past
I just can't seem to move on

I've been hiding all my hopes and dreams away
Just in case I ever need them again someday
I've been setting aside time
To clear a little space in the corners of my mind

All I want to do is find a way back into love
I can't make it through without a way back into love
Oh oh oh

I've been watching but the stars refuse to shine
I've been searching but i just don't see the signs
I know that it's out there
There's got to be something for my soul somewhere

I've been looking for someone to she'd some light
Not somebody just to get me through the night
I could use some direction
And I'm open to your suggestions

All I want to do is find a way back into love
I can't make it through without a way back into love
And if I open my heart again
I guess I'm hoping you'll be there for me in the end

Oh oh oh

There are moments when I don't know if it's real
Or if anybody feels the way I feel
I need inspiration
Not just another negotiation

All I want to do is find a way back into love
I can't make it through without a way back into love
And if I open my heart to you
I'm hoping you'll show me what to do
And if you help me to start again
You know that I'll be there for you in the end

Oh oh oh

terça-feira, maio 15, 2007

A minha vaca


SOL

A luz do Sol
carrega energia
sinto-a na pele
abraça-me
envolve-me
e,
algo se altera
por dentro.
Mais ânimo,
mais vida,
outro bem estar.

Adoro dias de Sol!

Gosto ainda mais quando está Calor.

imagem retirada da net




sábado, maio 12, 2007

O SALTO:


Começar de novo e o Novo Ciclo



Está na altura.
Está!
De dar um "Salto"...
um grande salto
para uma outra
fase da Vida

"CORAGEM é a força de ir rumo ao

desconhecido."

sexta-feira, maio 11, 2007

FEIST

ouvir aqui

A minha maior prova a ultrapassar, a vencer.



As energias parecem(?)
esvair-se muito rapidamente.
Como se fossem consumidas
por fortes e enormes
labaredas de fogo,
que me aterrorizam
intimidam e
me fazem recuar.



E...


deus olha
deus vê
vê-me sucumbir
vê-me a abismar
vê-me a desesperar

assiste


diz-me que devo arribar
diz-me que sou forte
diz-me que sou capaz
diz-me que tenho forças que desconheço
diz-me que me ama
diz-me para ser preserverante
diz-me para buscar e encontrar
energia e força e coragem e equilíbrio



deus é o meu EU


foto retirada da net


Ontem
Voltei a cair....

Hoje
Terei que me erguer!

Amanhã
Estarei mais forte,
nem que seja
levemente...

imagem retirada da net

quinta-feira, maio 10, 2007


Philip Roth


... outra vez :)))



"Todo-o-mundo" ( no original, "Everyman") será publicado brevemente em Portugal e, em Outubro, será lançado Exit Ghost nos Estados Unidos.






Este livro fez de Roth o 1º escritor a vencer pela 3ª vez o Prémio Pen/Faulkner. Venceu ainda a 1ª edição do Prémio Pen/Saul Below.
Roth nasceu em Newark, em 1933. Tornou-se famoso quando saiu o seu livro " O Complexo de Portnoy", em 1969 ( um livro a não perder).
Já recebeu todos os prémios menos o Nobel, que lhe é inteiramente devido.
Os seus romances têm sempre algo de autobiográfico, mas não o sendo estritamente, Roth consegue, como escritor, facultar uma perspectiva da intemporalidade e universalidade das suas personagens.
Philip Roth possui um invejável sentido de humor. Aconselho vivamente a leitura de " O Complexo de Portnoy", onde a sua escrita hilariante me conseguiu conduzir a verdadeiras e sentidas gargalhadas.
Árvore


Mondrian


Árvore,
o vento sacode-te.
Abana-te e estremeces.
Obriga-te a várias vénias.
Baixas-te, por vezes.

Com vigor e firmeza
ergues-te de novo.
Endireitas-te e,
orgulhosa,
manténs-te forte e firme.

terça-feira, maio 08, 2007

Eduardo Pitta"O primeiro capítulo pode ser lido no Miniscente a partir de agora. O lançamento vai ser no próximo dia 16, na Fnac Chiado, às 18:30h, com apresentação de Fernando Pinto do Amaral. Em princípio chega às livrarias no próximo sábado, dia 12."

Via Da Literatura



O Corpo em Exposição




A polémica exposição sobre o corpo humano já abriu as portas ao público em Lisboa. Em exposição estão 17 cadáveres de cidadãos chineses e 250 fragmentos e órgãos humanos.




Veja o site oficial aqui ou clique na imagem

Pode obter mais informações e ver uns vídeos muito interessantes, principalmente se não puder ver a exposição.

A segunda foto foi retirada do site oficial.


Keiko Matsui - Moyo

Mais uma sugestão musical - Jazz

Vale a pena ouvir


ouvir aqui ou aqui



Fusion/new age keyboard player Keiko Matsui grew up in Tokyo, and took her first piano lesson at the age of five. Influenced by Stevie Wonder and Rachmaninov as well as early fusion masters Maurice Jarre and Chick Corea, Matsui began composing while in junior high, but studied children's culture at the Japan Women's University (Nihon Joshidaigaku). She moved to the Yamaha Music Foundation in Tokyo after graduation and formed Cosmos, recording four albums with the new age group. Her first album as a leader, 1987's A Drop of Water, was released in the U.S. two years after the fact on Passport. The LP also featured her touring partner and husband, shakuhachi player Kazu Matsui, and was financed with their honeymoon money. A contract with MCA that year resulted in two albums, No Borders and Under Northern Lights. Matsui moved to the White Cat label in 1992, and began charting in the contemporary jazz charts. Her 1995 album Sapphire hit number one on the charts, and its follow-up also reached the Top Ten the following year. Whisper From the Mirror followed in 2000; Deep Blue appeared the next year. The Ring from 2002 recalled the composer's Classical background while 2004's Wildflower flirted with world music. Walls of Akendora appeared in 2005 with a smooth jazz flavor and updated version of Matsui's early hit, "Mountain Shakedown". John Bush, All Music Guide



Fonte:www.mp3.com

Liberdade

Ai que prazer
não cumprir um dever.
Ter um livro para ler
e não o fazer!
Ler é maçada,
estudar é nada.
O sol doira sem literatura.
O rio corre bem ou mal,
sem edição original.
E a brisa, essa, de tão naturalmente matinal
como tem tempo, não tem pressa…

Livros são papéis pintados com tinta.
Estudar é uma coisa em que está indistinta
A distinção entre nada e coisa nenhuma.

Quanto melhor é quando há bruma.
Esperar por D. Sebastião,
Quer venha ou não!

Grande é a poesia, a bondade e as danças…
Mas o melhor do mundo são as crianças,
Flores, música, o luar, e o sol que peca
Só quando, em vez de criar, seca.

E mais do que isto
É Jesus Cristo,Que não sabia nada de finanças,
Nem consta que tivesse biblioteca…


Fernando Pessoa

A maior solidão


A maior solidão é a do ser que não ama. A maior solidão é a dor do ser que se ausenta, que se defende, que se fecha, que se recusa a participar da vida humana.
A maior solidão é a do homem encerrado em si mesmo, no absoluto de si mesmo, o que não dá a quem pede o que ele pode dar de amor, de amizade, de socorro.
O maior solitário é o que tem medo de amar, o que tem medo de ferir e ferir-se, o ser casto da mulher, do amigo, do povo, do mundo. Esse queima como uma lâmpada triste, cujo reflexo entristece também tudo em torno. Ele é a angústia do mundo que o reflete. Ele é o que se recusa às verdadeiras fontes de emoção, as que são o património de todos, e, encerrado em seu duro privilégio, semeia pedras do alto de sua fria e desolada torre.


Vinicius de Moraes



Será a liberdade irmã da solidão?




segunda-feira, maio 07, 2007


E o Dia da Mãe continuou hoje na escolinha



Mais miminhos
mais prendinhas
:))))









Pelos meus filhos, não podia estar mais FELIZ!


domingo, maio 06, 2007